Ciclismo e o treinamento resistido 

Fonte de imagem: Internet

        Entre atletas amadores de ciclismo ainda se ouve muito a respeito dos esforços desnecessários em treinos resistidos em academias, se devemos treinar ou não musculação.

 

       O ciclismo é um esporte que requer muita força física e resistência, além de uma estrutura corporal forte e sólida. Infelizmente muitos adeptos não perceberam ainda essas características e acabam deixando de lado os treinos de musculação durante sua preparação para determinados objetivos. 

 

        Quem nunca sentiu algum tipo de desconforto ou fadiga nos músculos do pescoço, dos braços ou aquela dor na lombar que é o pesadelo de todo ciclista, nem sempre essas dores são causadas pelo mau posicionamento na bicicleta. Normalmente esses sintomas de enfraquecimento musculares surgem quando se realizam pedaladas foras de sua rotina de treinos, ao executar grandes quilometragens ou pouco a mais de que está acostumado, ou então por passar por terrenos irregulares como buracos, pedras, subidas e descidas fortes. Talvez o motivo dessas dores seja a falta de fortalecimento.

 

Fonte de imagem: Internet

         Para uma pedalada eficiente durante suas competições ou seus treinos, na execução de seus sprints, ao passar por buracos, bancos de areia ou locais desafiadores com uma exigência maior de preparo. É preciso que o corpo trabalhe em perfeita sincronia entre membros inferiores, tronco e membros superiores. O ciclista utiliza os braços como uma alavanca de apoio para colocar toda a potência necessária nos pedais e também para a prevenção de ações inesperadas de irregularidades dos terrenos. Aí onde entra a importância do treinamento de musculação em sua preparação. 


         A musculação não somente ira te dar força como beneficio, mas também te proporcionará fortalecimento geral auxiliando na prevenção de lesões  e melhora na sua flexibilidade,  algo de extrema importância para o ciclismo, evidentemente quando efetuado da forma correta e com auxílio de um profissional de Educação Física.       

Caso as dores e desconfortos persistam, é recomendável procurar uma avaliação de um BikeFit. Somente um especialista é capaz de encontrar seu melhor posicionamento e medidas corretas sobre a bicicleta. 

Trabalhe seu corpo por inteiro!


Bons treinos a todos.

Por Rubão Matias 

Cref 100419-G/SP

Fonte de imagem: Internet